Ir para conteúdo

Storytelling é a grande estrela da #FilmeCon2017

Evento apontou caminhos para produção audiovisual

Storytelling é a grande estrela da #FilmeCon2017

Depois do boom na produção de vídeos para marcas nas redes sociais em 2016, 2017 serviu para consolidar esta tendência e apontar caminhos para os próximos anos. A 7ª edição da FilmeCon, realizada em São Paulo no início de dezembro, discutiu a evolução do branded content audiovisual e apontou o storytelling como chave para este futuro. O time de conteúdo da A2ad estava lá representado por fotógrafos, roteiristas e editores.

O cineasta Bruno Murtinho provou que toda boa história merece ser contada. Demonstrou que um roteiro humanizado somado à diversidade de elementos narrativos conecta a audiência à mensagem. É o chamado storytelling 360º.

Nos grandes filmes, “se tirarmos o som, continuamos a entender as cenas”, explicou Murtinho. Por isso, é fundamental caprichar no storytelling visual, o que inclui Color Grading, tema da palestra de Bruno Baltarejo. Segundo o colorista, por trás de toda cena há uma estratégia de cor. Amarelo, azul ou vermelho? Em audiovisual, nenhuma delas existe por acaso.

Ainda no clima de boas histórias, o criador da marca “Storytellers”, Gui Dalzoto, contou como transformar vídeos de eventos sociais em narrativas criativas. O filmmaker utiliza Docuficion, gênero narrativo que se apropria de elementos ficcionais para contar histórias da vida real.

Para aquecer o bate-papo sobre o tema, os apresentadores do canal Audiovizuando, Américo Fazio e Duca Mendes, receberam Pedro Morelli e Fred Ouro Preto. Os diretores falaram sobre os bastidores de grandes produções, como longa-metragens e videoclipes, que vêm caindo no gosto da publicidade com o crescimento do branded content.

A história está sendo contada. E agora, como levá-la ao público?

Krishna Mahon conversou com a plateia sobre as oportunidades e demandas do mercado de canais fechados. Temas como “O que fica de fora da grade?” e “O que vai ao ar?” – essenciais nesses tempos em que as pessoas consomem conteúdo, onde, quando e como querem – foram debatidas pela Diretora de Conteúdo Original dos canais History, A&E, Lifetime e H2.

O Youtube (não poderia faltar!) aqueceu as discussões. Os creators Felipe Vieira, Caique Pereira, Paulo Cuenca e Dani Noce compartilharam estratégias para conquistar espaço nessa plataforma que mudou a forma de consumo de vídeos. Os destaques ficaram para linguagem própria, autoridade sobre o assunto, constância nas publicações e compreender as necessidades do nicho.

Se você ou sua marca tem boas histórias para contar, venha conversar com a gente.  #NósFazemosIsso

Conheça aqui nossas produções.

Não quer perder nenhuma novidade?

Cadastre-se e receba o boletim semanalmente ;)

Topo